eat art - hélio


HOJE É O VERDADEIRO DIA DE GANHAR PRESENTES 

Já houve um período quando os feriados caiam no meio da semana eram puxados para a segunda ou empurrados para a sexta-feira. Não faz muito tempo, acho que foi no governo do presidente José Sarney e acreditava-se que com isso o país produziria mais. Tal projeto não vigorou muito tempo e logo caiu em desuso principalmente pelas reclamações das comemorações religiosas. Não poderia ser diferente e acontecer essas mudanças justamente neste país onde datas comemorativas não são festadas na sua forma tão tradicional, que dirá ter que comemorar num outro dia.

O Ano Novo, que é o dia mundial da paz, é um feriado que transformou-se no dia da comilança e bebelança e de paz ninguém vive, pois eu mesmo tive que agüentar meus vizinhos com som estridente até oito horas da manhã. O carnaval é só folia, farra com uma pitada de apelo sexual. Teve época que ainda achavam engraçado ficar molhando os carros e as pessoas que transitavam pelas ruas. Na Páscoa as pessoas só pensam em ovos de chocolates, nada de comemorações com sentido religioso. O dia do trabalhador muitos nem tem direito a descansar. E assim sucessivamente vamos comemorando nossos feriadões prolongados que na maioria das vezes é transformado no dia de "vamos a la praia ". Eita país tropical.

Aproveitando todo esse período de comemorações e descanso, nada ruim que logo após o ano novo tivéssemos um novo feriado. Contudo, o que se comemora hoje passa desapercebido pela grande maioria da população, mas de uma hora para outra algum comerciante espertalhão vai transformar esta data em mais um dia para muitas vendas e algum deputado fazer mais um feriado. Confesso que será bem-vindo, mas acho que a única lembrança que temos é que hoje é o dia de desarmar a árvore de natal, guardar todos os enfeites e as luzes que enfeitaram a fachada, enquanto mais um feriado não chega.

No dia seis de janeiro, comemora-se o dia dos Reis Magos. São os santos reis esquecidos por todos.

Você sabe como eles se chamam? Belchior, Gaspar e Baltazar . Vejamos um pouco da história:

[...]Vinham do Oriente e Baltazar, o mago negro talvez viesse de Sabá (terra misteriosa que seria o sul da Península Arábica ou, como querem os etíopes, a Abissínia). Simbolizam também as três únicas raças bíblicas, isso é, os semitas, jafetitas e camitas. Uma homenagem, pois, de todos os homens da Terra ao Rei dos Reis.

Eram magos, isto é, astrólogos e não feiticeiros. Naquele tempo a palavra mago tinha esse sentido, confundindo-se também com os termos sábio e filósofo. Eles perscrutavam o firmamento e sentiram-se chocados com a presença de um novo astro e, cada um deles, deixando suas terras depois de consultar seus pergaminhos e papiros cheios de palavras mágicas e fórmulas secretas, teve a revelação de que havia nascido o novo Rei de Judá e, que ele, como soberano, deveria, também, prestar seu preito ao menino que seria o monarca de todos os povos, embora o seu Reino não fosse deste mundo.

[...]Na tradição cristã os três Reis Magos simbolizavam os poderosos que deveriam curvar-se diante dos humildes na repetição real do canto da Virgem Maria à sua prima Isabel, e "Magnificar", pois sua alma rejubilava-se no Senhor, que exaltaria os pequenos de Israel e humilharia os poderosos.

A igreja cultua os Reis Magos dentro desse simbolismo. Representam os tronos, os potentados, os senhores da Terra que se curvara diante de Cristo, reconhecendo-lhe a divina realeza. É a busca dos poderosos que vêem em Belchior, Gaspar e Baltazar o exemplo de submissão aos desígnios de Deus e que devem, como os magos, despojar-se de seus bens e depositá-los aos pés dos demais seres humanos, partilhando sua fortuna como dignos despenseiros de Deus.

Os presentes de Natal também têm esse sentido. São as ofertas dos adultos à criança que com a sua pureza representa Jesus. Alguns, dão a essas festas um sentido mitológico pagão, buscando nas cerimônias dos druidas, dos germânicos ou saturnais romanas a pompa das festas natalinas que culminam com a Epifania. [...]

Hoje é o verdadeiro dia de ganhar presentes. Na Argentina não existe troca de presentes no dia de Natal e sim no dia de Reis. Talvez assimilaram da sua colonização italo-espanhola, pois nos dois países se comemora dia de Reis.

Sendo assim, Feliz Dia de Reis. Se porventura não ganhar nenhum presente, dê um presente a si mesmo (a), faça uma oração, ascenda uma vela, queime um incenso, afinal merecemos receber toda essa boa energia, das estrelas, dos astros, desses esquecidos reis magos.

 

Saiba mais em:

http://www.portaldafamilia.org/datas/natal/reismagos.shtml

  



Escrito por Hélio Bertolucci Júnior às 17:51
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, CIDADE MAE DO CEU, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Spanish, Arte e cultura, Informática e Internet
Yahoo Messenger - luccahebe
Histórico
  01/04/2006 a 30/04/2006
  01/01/2006 a 31/01/2006
  01/12/2005 a 31/12/2005
  01/11/2005 a 30/11/2005
  01/10/2005 a 31/10/2005
  01/09/2005 a 30/09/2005


Categorias
  Todas as Categiorias
  Teatro
  Artes e Arquitetura
Outros sites
  eat art
  eat art - fernanda
  eat art- liany
  eat art - márcio
  eat art - marina
  eat art - silvana
  eat art - viviane
  Nosso grupo no MSN - Poscultural
  Net Art
  Trópico
  Wikipedia/A enciclopédia livre
  GB - Log
  Artzero
  Desvirtual
  File Festival Internacional de Linguagem Eletrônica
  Whitney Museum of American Art
  Projecto
Votação
  Dê uma nota para meu blog